Está aqui

A Iniciativa Nacional para as Competências Digitais (INCoDe.2030) no Ciência 2019

A Iniciativa Nacional para as Competências Digitais (INCoDe.2030) no Ciência 2019

A Iniciativa Nacional para as Competências Digitais (INCoDe.2030) marcou presença no Ciência 2019, encontro anual da comunidade científica portuguesa, que decorreu no Centro de Congressos de Lisboa, entre os dias 8 e 10 de junho.

Para partilhar o seu conhecimento especializado, e a convite da Direção-Geral da Educação, Mutlu Cukurova, especialista e investigador da University College London (Reino Unido), proferiu uma palestra intitulada "Human-AI interaction in Educational Contexts".

Mutlu Cukurova lembrou que a IA (conhecida há 63 anos) é uma ferramenta inspirada pela inteligência humana, que foi concebida e desenvolvida para ajudar e apoiar os seres humanos e que, durante a sua evolução, a IA tem passado por várias fases e evoluído a diferentes ritmos, nas diversas áreas da sociedade.

Segundo o especialista, a grande missão da IA na Educação e o seu maior desafio consistirão em fornecer iguais oportunidades de acesso e sucesso na Educação para todos, realçando que podemos ver a IA “como uma incubadora de conhecimentos e dados provenientes de diferentes áreas, o que configura um triângulo dourado de oportunidades”.

Seguiu-se um debate sobre o tema: “Impacto da Inteligência Artificial na Educação a médio/longo prazo". O painel, composto por Paulo Novais (Universidade do Minho), Manuel Lopes (Instituto Superior Técnico) e Marco Neves (Agrupamento de Escolas da Batalha), foi moderado pela jornalista Ana Kotowicz (Observador), que colocou várias perguntas sobre a temática aos especialistas.

Em jeito de conclusão, os participantes entendem que “as salas de aula estão, lentamente, a transformar-se com o acesso à informação via Internet e a facilidade de transmissão de informação”, “mais do que usar as tecnologias indiscriminadamente, o importante é saber escolher o recurso adequado para a altura certa” e que “os alunos devem estar o mais bem preparados possível, para enfrentarem os desafios do novo mercado de trabalho.”