Está aqui

Programa Escolas Bilingues/Bilingual Schools Programme

Programa Escolas Bilingues/Bilingual Schools Programme

ENQUADRAMENTO

Decorrente do Projeto ensino bilingue precoce no 1.º ciclo do ensino básico implementado em 2011/2015 num conjunto de escolas públicas do território continental, o Programa Escolas Bilingues/Bilingual Schools Programme em Inglês (PEBI) foi criado a partir de 2016/2017 no âmbito de uma parceria entre o Ministério da Educação, através da Direção-Geral da Educação (DGE), e o British Council Portugal, a qual conta com o acompanhamento da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

Esta parceria tem como finalidade criar um enquadramento nacional específico para a oferta de aprendizagem/ensino bilingue e de Content and Language Integrated Learning (CLIL – aprendizagem integrada de conteúdos e língua) no sistema educativo português, com base na experiência de coordenação e monitorização do projeto-piloto anterior e no decurso dos resultados favoráveis da avaliação externa desse projeto.

 

DESCRIÇÃO

Fomentando o início precoce da oferta e a sua sequencialidade e articulação entre níveis de educação e ensino, o PEBI tem como objetivos:

  • sensibilizar as crianças da educação pré-escolar para a aprendizagem do Inglês, com caráter lúdico e informal, tendo em conta os interesses, as preferências e as propostas das crianças;

  • desenvolver gradualmente a proficiência comunicativa dos alunos da escolaridade obrigatória em língua inglesa de forma integrada com os conteúdos curriculares;

  • promover uma educação inclusiva e intercultural;

  • desenvolver as capacidades dos alunos para apoiar simultaneamente o desenvolvimento da comunicação em Inglês e o conhecimento dos conteúdos curriculares nessa língua;

  • capacitar os docentes de boas práticas na didática da língua inglesa e em metodologia de ensino bilingue/CLIL a crianças;

  • apoiar a gestão das escolas na implementação sustentável e com qualidade do Programa;

  • aumentar, de forma gradual, a rede de escolas bilingues, de modo a abranger 5% das escolas do ensino público a nível nacional até 2020.

O PEBI consiste:

  • a nível da educação pré-escolar, na sensibilização à aprendizagem do Inglês, integrada de forma natural nas diferentes rotinas do quotidiano do jardim de infância ao longo do dia,  partindo de um mínimo desejável de referência, de 20% (5 horas semanais), distribuídos  diariamente na componente curricular da educação pré-escolar, tendo em conta os princípios, as metodologias e as áreas de conteúdo das Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar (OCEPE);

  • a nível do ensino básico, na aprendizagem integrada de conteúdos do currículo de diversas disciplinas não linguísticas, em língua inglesa, e na aprendizagem de Inglês, para desenvolvimento da literacia nesta língua. O conjunto da aprendizagem integrada dos conteúdos curriculares e da aprendizagem de Inglês, Língua Estrangeira, varia entre 30% (7-8 horas semanais), no 1.º CEB, e 36% (11-12 horas semanais), no 3.º CEB, com a metodologia e os recursos adequados a este ciclo de ensino.

Na implementação do Programa, salvaguarda-se o apoio institucional, da parte do Ministério da Educação e do British Council, às escolas, designadamente através de produção de documentação de apoio, monitorização e formação.

 

ABRANGÊNCIA NACIONAL

Com a criação do PEBI, foi definida uma meta nacional para 2020 de alargamento da oferta de ensino bilingue a 5% dos agrupamentos de escolas/escolas não agrupadas no território continental. Assim, é lançado anualmente um edital de candidatura nacional, para que as escolas públicas interessadas em oferecer ensino bilingue e que reúnam critérios de elegibilidade (vide editais de candidatura referidos infra) se possam candidatar ao PEBI.

Em 2016/2017, na sequência da 1.ª edição de uma candidatura nacional, o Programa abrangeu 11 agrupamentos de escolas (AE), os quais incluem 18 escolas e/ou jardins de infância que passaram a oferecer aprendizagem bilingue na educação pré-escolar e ensino bilingue nos 1.º e 2.º ciclos do ensino básico.

Em 2017/2018, na sequência da 2.ª edição da candidatura nacional, que passou a incluir no Programa o 3.º ciclo do ensino básico, a rede de escolas bilingues alargou para 19 AE.

Em 2018/2019, na sequência da 3.ª edição da candidatura nacional, a rede de escolas bilingues alargou para 25 AE, com a seguinte distribuição regional:

DSR Norte
[12 AE]

 

AE António Nobre

AE de Valadares (V.N. de Gaia)

AE de Idães (Felgueiras)

AE de Valongo

AE de Campo (Valongo)

AE n.º 1 de Gondomar

AE de Pedrouços (Maia)

AE de Penafiel Sudeste

AE de Arrifana (Santa Maria da Feira)

AE n.º 3 de Rio Tinto

AE de Vila Verde (Braga)

AE de Alfândega da Fé

DSR Centro
[4 AE]

 

AE Gardunha e Xisto (Fundão)

AE José Estêvão (Aveiro)

AE Marinha Grande Poente

AE de Arganil

DSR Lisboa e Vale do Tejo
[7 AE]

 

AE Alexandre Herculano (Santarém)

AE de Samora Correia (Benavente)

AE D. Filipa de Lencastre (Lisboa)

AE Nuno Gonçalves (Lisboa)

AE de Paço de Arcos

AE de Carcavelos

AE de Santo André (Barreiro)

DSR Alentejo
[1 AE]

 

AE de Santo André (Santiago do Cacém)

DSR Algarve
[1 AE]

 

AE António Martins de Oliveira (Lagoa)

 

Informação adicional

Projeto ensino bilingue precoce no 1.º ciclo do ensino básico

Estudo de avaliação externa do projeto-piloto

 

PEBI

Divulgação no website do British Council

Divulgação no website da DGE

Candidaturas nacionais ao PEBI

2018/2019

2017/2018

2016/2017

Resultados de candidaturas nacionais ao PEBI

2018/2019

2017/2018

2016/2017

Documentação de referência

Edital de candidaturas nacionais ao PEBI

2018/2019

2017/2018

2016/2017

Documento Enquadrador do PEBI

2018/2019

2017/2018

2016/2017